quinta-feira, 29 de abril de 2010

Brothers






























Percebem? Esse sorriso, não é o mesmo? Chamam a isso cumplicidade. Mas é mais. É a forma de amor mais confortável.

Dos pais a gente espera todas as respostas, dos amores cobramos o vigor romântico dos roteiros batidos e queremos sempre amigos dedicados a nos ouvir. O ato de amar passa quase sempre por preencher e ver preenchidos uma série de quesitos. Não te parece?

Mas aí, pra que a vida fique um tanto mais leve, pra que vez ou outra possamos nos voltar para alguém que não alimente tantas expectativas a nosso respeito e ainda assim, nos ame incondicionalmente, pra isso existem os irmãos.

Isto porque os irmãos já desconfiam há tempos que a gente não sabe nem um terço das respostas, mas que se eles precisarem, a gente pode ajudar a enrolar. Deles relevamos o mau humor matutino/vespertino/noturno e a ausência. Mais que isso, não apenas relevamos nós as compreendemos mesmo. A gente não se derrama em palavrinhas todas as semanas pra dizer como é bom que nosso irmão tenha cruzado nossa vida e como queremos que "isso" dure pra sempre, mas vai durar, independente inclusive, da nossa vontade.

Daí, quando você faz uma bobagem bem grande, quando se decepciona demais, quando quebra aquele vaso bonito, quando não está afim de manter a postura, quando quer soltar o ar e deixar aparecer a barriga, quando não aguenta mais ter de parecer interessante, politizado ou compreensivo, você chama ele pra brincar, ou pra um café.

Quando ganha um brinquedo novo, quando sobe um degrauzinho, você sabe, não tem a mesma graça se ele não estiver por perto. E quando ele brilha um tantinho além do usual, você também se ilumina e engole mil vezes aquele pio da coruja.


Ps.: Nas fotos, meus filhotes em um momento "cumplicidade total"; e esta coruja cabeluda que vos escreve com o sindicalista mais gato do sul do mundo (que por acaso vem a ser meu mano) em uma foto que ele detesta, em um dos tantos momentos de celebração.

Ps2: Parabéns Tião.


5 comentários:

Sebastiao disse...

Lindo texto mana... fico muito feliz de ter você... uma pessoa que conhece todos os meus defeitos e ainda tem a cara de pau de me amar. Te amo cabeluda.

Ps.: de todas as fotos juntos tem de escolher esta? eu pareço o filho da Gal Costa com a Maria Bethânia!

Sebastiao disse...

Ps2: Não vou comentar os ultimos resultados de jogos...

Ao Leite disse...

Eu amo essa foto!!
E que loucura é essa de filho da Gal Costa com a Maria Bethânia? Quem te falou que algo assim é possível? rsrsrs

Você é lindo de todo jeito. Amo tu.

Ps.: obrigada por não comentar, eu não gosto de futebol. Não mais.

Nani Binder Cerimonial disse...

Ê genética boa hein?
Estão lindos, os quatro =)
Bejooooooo

Ao Leite disse...

Modestamente, concordo, rsrsrs.
Bjo.