quinta-feira, 19 de março de 2009

Tiritas

Ele já não vinha bem... Não era mais o mesmo, sabe? Aquela vivacidade, aquela energia... Aquilo de lembrar tudo rapidinho, de topar de cara tudo que a gente quisesse... Aquilo sempre foi dele mas, tinha ficado finalmente ficado pra traz.

Apenas eu não via... Não queria ver, na verdade. Negação, entende?

Ultimamente, era a memória que falhava tempo todo. Muito doloroso. Aquela rabujice de fazer um barulho enorme cada vez que você pedia uma coisinha de nada, aquilo foi tomando conta, inclusive da nossa relação. Eu comecei a perder paciência. Achava que era má vontade mesmo, dengo de véio.

Aí veio essa coisa. E a gente nunca espera. Acha que vai acontecer com todo mundo a nossa volta, mas não com a gente. E mesmo quando todos os sintomas foram ficando cada vez mais evidentes, eu permanecia completamente cega. Ou seja, vamos deixar uma coisa muito clara... Muito disso é culpa minha.

Há três dias, acordei e fui logo ver como ele estava. Parecia uma espécie de pressentimento. Coisa mais louca. Nada, nem um sinal.

Em completo desespero liguei pro meu irmão que veio o mais rápido que pôde. Foi ele quem me disse, um tanto irritado com a minha inércia: O que falta acontecer pra você mandar formatar esse computador??!!

Agora tá lá ele, longe de casa, mas em recuperação. É o que interessa. Recomendei muito antes de sair: Capricha no antivirus, por Deus!









Merece trilha sonora essa história.










"Tiritas pa este corazón partío"


6 comentários:

Josemar disse...

hahahaha. essa foi demais.

Ao Leite disse...

OITOCENTOS E CINQUENTA E SETE bichinhos, Josemar!!!

Abração amigo, obrigada pela visita e comentário.

vanblog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vanblog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vanblog disse...

Oi Lili.
Muito legal teu artigo.
Quem um dia já não foi todo infectado!!!??
Sem pressão, só uma pergunta (e não é malícia pra defender a comunicação livre), mas... você já pensou em usar GNU Linux?
O risco de infecção é bem menor, e você tem mais autonomia para instalar ou desinstalar programas.
Hoje em dia, no meu computador, só tem software livre, talvez um dia eu volte a instalar windows, ou não,
mas por enquanto a experiência está sendo muito boa e válida.
Um abraço, que seja bom o reencontro com seu PC companheiro.

Ao Leite disse...

Pois é, querida...

O meu PC veio com o sistema operacional Linux... Acabei formatando pq não conseguia (sei, faltou paciência) fazer quase nada, hehehe.
Mas realmente todo mundo diz que é mais seguro.
Quem sabe, hehehe.
Bjo.