segunda-feira, 23 de julho de 2007

Out


Li numa dessas revistas femininas (ou foi num site???) que as próximas estações (primavera e verão, portanto) trazem como super tendência cabelos curtíssimos e muito bem cortados.

Ótimo! Posso me preparar pra me sentir um E.T. então...

Fora de moda eu estava desde a invenção da chapinha.

Minto, meu cabelo saiu de moda com o advento da pedra lascada.

Minha esperança era um 'bum' das igrejas evangélicas ultraovermega radicais, intervindo inclusive no Estado. Aí meu cabelo voltaria a ser 'in' e o resto de mim seria queimado.

Mas pergunta se eu ligo... Ni!!

Potes e potes de creme, nenhuma escova na casa (exceto a da pequena), fios por todo o chão, sufocamento noturno... Nem tô.

Meu cabelo é assim enrolado e fora de controle pra se contrapor à minha personalidade tão equilibrada e 'lisinha'.


Ps.: Não sei de quem é a imagem da fada cabeluda. Se alguém souber, antes de me processar, me avise que eu coloco o nome do autor.

Ps. 2: Passou o dia do amigo e eu bloqueada... Mas tenho que dizer, repetir e frisar que... Não seria nada, nadinha sem vocês!!

4 comentários:

Flávia D. disse...

Huahauahauah...desde quando tu tem uma personalidade equilibrada e lisinha?? Fala sério...hehe...brincadeira...teu cabelo e tua personalidade são lindos e cheios de vida! Te adoro...
Ps: daqui a pouco vão dizer q a gente tem um caso...mas eu te amo mesmo assim.... =)

Anônimo disse...

Bem, Neguinha, com ou sem chapinha, moda não chega a ser o nosso forte... Somos a la sex and the city, lembra?! Mas posso te mandar outra fada, também linda, que é a minha fada, e você coloca ela no próximo post, o que acha?! hein hein?! Daí nem corto mais o cabelo como o da Xuxa... Beijãozão!!
Iza

Anônimo disse...

Esse lance de só poder postar com conta do google me quebrou... Agora serei anônima em todos os meus comentários... Beijo, Cabeluda...

Lili ao Leite disse...

Tu não tem gmail Maria Izabel???? tsctsctsc... Tua fada será muito bem vinda. Xuxa? A dos baixinhos ou o nadador?? Chega de ameaças, ok?!

Tbm amo tu, sinhá.